A Lua e o Poeta

16.gif



Espetáculo A Lua e o Poeta
Seguindo o cronograma do projeto Cultura é Currículo da Secretária da Educação do Estado de São Paulo, nos dias 01 e 02 de setembro, os alunos da 6ªB e 5C foram a um passeio ao Sesc São Carlos na companhia das professoras Gisele, Rosmeire e Elzeli para assistir ao espetáculo A Lua e o Poeta.

Sinopse:
“A Lua e o Poeta” estreou em 2.005 e conquistou diversos prêmios em festivais e muitos elogios de educadores, crítica especializada e adolescentes.
Frederico chega ao Jardim de Carmen no último dia de vida, sabendo que era perseguido pelo governo de Franco. Como refúgio final, encontra-se sozinho no local e revive seus sonhos e ideais, reencontrando-se com a criança que existe dentro dele.
Um trecho do espetáculo.
Fonte da sinopse e imagem referente ao espetáculo

Ficha técnica:
Texto e Direção: Drika Vieira e Carlinhos Rodrigues.Músicas: Antonio Do e Nelsinho Costa.



Relato da aluna Jakelini D. C. Vieira

Essa peça teatral fala sobre um poeta que era homossexual que morava na Espanha.
O poeta Federico estava em um jardim em Gramado preocupado com a guerra que estava acontecendo, pois sabia que iria morrer, porque os soldados estavam a sua procura.
O poeta, então encontra uma menina que estava naquele jardim e conta o que está acontecendo. A menina, então percebe que está falando com um famoso poeta e fica encantada.
A criança então começa a contar que conhece todos os trabalhos dele.
O poeta começa a cantar e sobe na raiz de uma árvore e chama a menina para subir junto com ele a menina diz que não vai porque tem medo de subir em altura. Ele pergunta a ela porque ela tem medo e ela diz que é porque tem uma perna mais curta que a outra.
O poeta então ajuda a garotinha a vencer seu medo e a ter coragem de enfrentá-los.
Eles cantam e dançam muito, mas o poeta não esquecia e falava toda hora sobre a guerra, a menina com raiva grita com o poeta e diz assim:
- não é você aquele poeta que escreve aqueles versos de coragem? Cadê a sua coragem?
O poeta então cria coragem e se entrega para o capitão e antes de morrer ele descobre que a menina representava a sua infância.
O capitão da um tiro no poeta e ele morre.
Na peça o poeta toca a "castanhola", mas na Espanha só mas mulheres tocam, mas eles deixaram assim para mostrar o lado feminino do poeta. O Brasil é o único lugar que se chama de "violão" nos outros países é guitarra.
O poeta diz que sua Lua está vermelha, isso quer dizer que por causa da guerra a Lua estava vermelha de sangue.
E no final ele encontra sua tão sonhada Lua.



Abaixo segue as imagens referente ao passeio





Visitas
Contador de visitas grátis